Encontre a apostila para o seu concurso público aqui

Apostila Concurso Professor PEB-II SEE-SP História - 2013


Apostila para o cargo de Professor Educação Básica II - PEB-II, disciplina História,  do concurso público 2013 da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo SEE-SP. Há também apostilas para Professor de outras disciplinas. Veja AQUI.

Clique aqui para acessar esta apostila
O Concurso Público possui 59.000 vagas de Professor Educação Básica II, SQC-II-QM do Quadro do Magistério da Secretaria de Estado da Educação, para as disciplinas de Arte, Biologia, Ciências Físicas e Biológicas, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia e Educação Especial - Deficiências Auditiva, Física, Intelectual, Visual e Transtornos Globais do Desenvolvimento.
PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA II – HISTÓRIA
1. PERFIL
O professor de história tem um papel relevante no processo de ensino e aprendizagem, destacando a importância da didática da História como um momento de reflexão do professor com a sua própria prática profissional. Deste modo, o professor de história tem autonomia para estabelecer os objetivos, selecionar e organizar conteúdos de estudo históricos e do ensino da história na vida prática como forma de contribuir na formação de sujeitos reflexivos.
Assim sendo, a história a ser ensinada e aprendida deve ter conexões com os PNC’s de História, com seus eixos temáticos, conceitos e abordagens historiográficas como elementos fundamentais do currículo da disciplina dentro de cada nível de ensino. A prática do ensino de história deve ter como referência as experiências temporais no passado e no presente, a partir das práticas dos diversos sujeitos sociais para a compreensão da memória coletiva e individual, num processo de aprendizado e de formação da consciência histórica dos alunos.
O professor de História nesse processo de ensino e aprendizado é o responsável pela intermediação da aprendizagem histórica dentro de uma orientação multi e intercultural, sem dissociar ensino e pesquisa histórica. Para tanto, se faz necessário mobilizar e transformar a variedade de documentos/fontes e linguagens (escritos, materiais, visuais e audiovisuais) como objeto de estudo e suportes materiais para o ensino de história, como dimensões no processo formativo e de pertencimento do saber histórico por parte dos alunos em sala de aula.
2. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
COMPETÊNCIAS
a) Reconhecer as diferentes e múltiplas temporalidades (tempo social, tempo cronológico e tempo histórico) dentro de um movimento dialético com seus ritmos variados e formas simultâneas de tempo no decorrer da história;
b) Desenvolver procedimentos de pesquisa na orientação do processo formativo de ensino e aprendizado do fazer história, a partir das experiências de vida dos alunos, articulados com os usos de diferentes registros documentais e linguagens de homens e mulheres no passado e no presente;
c) Desenvolver planejamento da aula/disciplina de História para o Ensino Fundamental e Médio, contemplando as propostas dos PCN’s e as novas discussões teórico-metodológicas e didáticas da História, como instrumento da atuação profissional no espaço escolar.
d) Identificar e problematizar as diferentes abordagens, conceitos historiográficos e fontes documentais para estimular o exercício de leitura, análise e interpretação dos alunos do Ensino Fundamental e Médio;
e) Adequar os objetivos do ensino básico e à construção do saber histórico escolar, utilizando-se, sempre que possível, da interdisciplinaridade para construção do conhecimento histórico;
f) Reconhecer e valorizar (a escola, a localidade, a cidade, o país e o mundo) considerando o respeito aos direitos humanos e a diversidade cultural como fundamentos da vida social;
g) Compreender a realidade local, regional, nacional e global como contextos permeados de experiências, representações, culturas políticas e práticas culturais, atentando para as diversas realidades que intermediam a relação entre o presente e passado, e que compõe a formação do saber histórico escolar;
h) Demonstrar conhecimento dos conteúdos fundamentais que expressam a diversidade das experiências históricas através de suas múltiplas manifestações, criando situações de ensino e aprendizagem;
i) Identificar os elementos socioculturais que constituem a formação histórica brasileira, promovendo o estudo das questões da alteridade e a análise de situações históricas de reconhecimento e valorização da diversidade, responsáveis pela construção das identidades individual e coletiva;
j) Trabalhar a pluralidade e diversidade cultural como princípio educativo do ensino aprendizado em sala de aula;
k) Saber diferenciar e problematizar as correntes teórico-metodológicas do ponto de vista da história da historiografia, visando compreender a historicidade da produção do conhecimento e de seus conceitos e narrativas;
l) Estimular a reflexão sobre a cultura política, relações de poder e as estratégias de participação dos indivíduos, grupos e movimentos sociais ao longo da história;