Encontre a apostila para o seu concurso público aqui

Apostila Concurso Auxiliar de Desenvolvimento Educacional - Indaiatuba - SP - 2015

Apostila para o concurso público de 2015 da Prefeitura de Indaiatuba - SP, completa e atualizada para o cargo de Auxiliar de Desenvolvimento Educacional/ Feminino, de nível / ensino médio, elaborada pela Editora Nova, seis anos de atividades no ramo. Há também apostilas para os cargos de Supervisor Técnico e de Serviços Públicos, Secretário de Escola, Assistente de Administração e Serviços Públicos - Geral, Agente Fiscal Municipal e Técnico de Enfermagem.
Clique aqui para acessar esta apostila
A apostila para o cargo de Auxiliar de Desenvolvimento Educacional da Prefeitura de Indaiatuba - SP possui 224 páginas e contém as seguintes matérias: Língua Portuguesa; - Matemática; - Legislação; - Publicações Institucionais - Educação Infantil e Ensino Fundamental.
Atribuições do cargo de Auxiliar de Desenvolvimento Educacional - Feminino da Prefeitura de Indaiatuba - SP: 1 – Organizar a entrada e a saída de crianças, de acordo com orientações recebidas. 2 – Acompanhar e zelar pelas crianças durante sua permanecia na Unidade Escolar, observando condições de segurança, estado de saúde, comportamentos e outras características. 3 – Ministra remédios conforme prescrição médica auxiliar no tratamento e conduzir a criança à Unidade de Saúde, quando necessário até que os pais/responsáveis compareçam para o acompanhamento. 4 – Realizar curativos simples, em casos de emergência, utilizando noções de primeiros socorros após estarem devidamente capacitados, a fim de propiciar aos pais e crianças um ambiente tranquilo, afetivo e seguro. 5 – Desenvolver atividades de recreação e lazer através de jogos e brincadeiras que venham resgatar aspectos culturais e estimular o desenvolvimento integral das crianças. 6 – Planejar e organizar atividades lúdicas, com auxílio e orientação dos Professores Gestores, Professores Coordenadores, propondo às crianças situações e atividades que estimulem o desenvolvimento físico, da inteligência, da sociabilidade, da afetividade e da moralidade. 7 – Acompanhar as crianças durante o sono, permanecendo no dormitório, observando-as atentamente e procedendo a cuidados ou encaminhamentos que se fizerem necessários. 8 – Favorecer o desenvolvimento da independência e autonomia em atividades de vida diária e social no contexto escolar e nas atividades extraclasse, auxiliando a criança no que for necessário como: a) Cuidado Pessoal: uso do sanitário, acompanhar e orientar a higiene bucal e o desenvolvimento do hábito de escovação dos dentes realizando-o nas crianças mais novas, fazer troca de fraldas, vestuário e banho sempre que necessário. Acompanhar e orientar o aprendizado do controle do esfíncter e outros. b) Refeições: auxiliar o aluno em sua alimentação, estimulando de forma prazerosa a construção de hábitos saudáveis e de higiene. c) Locomoção: conduzir o aluno que faz uso de cadeira de rodas e/ou dificuldades motoras aos diferentes espaços físicos, realizar a transposição do aluno para o sanitário, carteira escolar e outros. 9 – Responsabilizar-se pela higiene das salas, dos utensílios e brinquedos solicitando auxilio para esta tarefa sempre que necessário. 10 – Colaborar na realização de festividades cívicas e nos eventos comemorativos. 11 – Compreender e respeitar as características gerais e possibilidades das crianças da faixa etária trabalhada, com atitudes de paciência, bom senso, cuidados e orientação. 12 – Reconhecer e respeitar as características individuais de cada criança, para estimular cada uma delas segundo duas necessidades e também entender e trabalhar o grupo como um todo. 13 – Na perspectivada Educação Inclusiva, além das atribuições já especificadas, atuar diretamente com o(s) aluno (s) com deficiência com grave comprometimento, matriculados Mem todos os níveis da Educação Básica compreendidos na Rede Municipal de Ensino, para acompanhamento das habilidades de vida diária, contribuindo para a sua interação e socialização com os pares. 14 – Promover a inclusão do(s) aluno (s) com deficiência, auxiliando-os no seu desenvolvimento, nas questões de vida diária, na sala de aula, no ambiente escolar e, quando necessário, no transporte escolar. 15 – Acompanhar o(s) aluno(s) com o comportamento inadaptativo a outros espaços e atividades pedagógicas sob a orientação do professor e/ou outros técnicos. 16 – Cumprir a carga horária e aplicar junto ao(s) aluno(s) com deficiência, as atividades em sala de aula ou externas promovidas pelo professor da turma ou por professores de outras áreas que atuam junto à turma. 17 – Ter conhecimento do planejamento das atividades programadas pelo professor da turma regular. 18 – Promover em conjunto com o professor Docente, o avanço continuo das habilidades do(s) aluno(s) com deficiência, através da utilização e organização de atividades pedagógicas a AVD (Atividades de Vida Diária). 19 – Atuar como mediador do processo de ensino/aprendizagem, acompanhando o (s) aluno (s) nas atividades escolares, seguindo as orientações recebidas do(s) professor (es) Docente(s) ou ainda outros técnicos, contribuindo na aquisição de conhecimentos. 20 – Buscar conhecimentos na área da Educação Especial com ênfase na deficiência apresentada pelo(s) aluno(s) com deficiência, matriculado(s) na escola. 21 – Reconhecer e respeitar as características individuais de cada aluno com deficiência ou seu acompanhamento, estimulando e trabalhando para sua inclusão em tosas as propostas de atividades escolares. 22 – Auxiliar o professor Docente da Educação Infantil ou Ensino Fundamental, no que diz respeito à inclusão, promovendo a aprendizagem do(s) aluno(s) com deficiência com grave comprometimento e consequentemente aprendizagem coletiva da turma. 23 – Relatar os eventos, reuniões e estudos promovidos pela escola, quando solicitado pela direção. 24 – Acompanhar e zelar pelo(s) aluno(s) com deficiência, durante todo o período de permanência na escola, observando condições de segurança, estado de saúde, comportamentos e outras características, mantendo o compromisso de relatar todo fato ocorrido ao Professor Docente, aos Professores Gestores/Coordenadores e aos pais ou responsáveis através dos mecanismos de comunicação adotados pela escola. 25 – Comunicar de maneira sucinta e clara a rotina diária do aluno na escola, registrado-a adequadamente na agenda ou caderno de comunicação com os pais, evitando linguagem que não reflita o caráter profissional dessa comunicação. 26 – Acompanhar o(s) aluno(s) com deficiência, em caso de transferência, à nova Unidade Escolar de destino do aluno transferido, caso a escola atual não possua outros alunos com deficiência sob sua monitoria. 27 – Participar de eventos, reuniões e estudos promovidos pela Unidade escolar, quando solicitado pela equipe gestora, bem como de formação continuada e/ou reuniões organizadas pela Secretaria de Educação, diretamente ligadas à sua função ou que visam o aprimoramento profissional. 28 – Executar outras tarefas de mesma natureza ou nível de complexidade, associadas ao cargo.

Conheça todas apostilas da Editora Opção e Editora Solução e  Editora Nova.